14.12.09

NATAL, UMA FESTA PAGÃ ?



A palavra Natal vem do latim natale, relativo ao nascimento. O mundo ocidental cristão define o Natal como a celebração do nascimento de Jesus Cristo, e isso ocorre, todos os anos, no dia 25 de dezembro. Observando a história, podemos analisar que a comemoração do nascimento de Jesus, através de uma data especifica, era de pouco interesse dos cristãos. Visto que não há registro do dia especifico desse extraordinário acontecimento: o verbo se fez carne (João 1:1,14), os cristãos escolheram por si mesmos uma data para celebrar o Natal. Poderiam escolher outra data qualquer, mas a escolha recaiu sobre o dia 25 de dezembro, que era uma ocasião já consagrada no calendário do Império Romano pela grande festividade do Natal do Sol Invicto. Esta festividade era celebrada pelos adoradores do Sol (normalmente conhecidos com Mitra). O Mistraísmo era um culto que possuía algumas semelhanças com o cristianismo e, paradoxalmente, diferenças intransponíveis. Era uma religião de mistério, que concorria intensamente com o cristianismo na busca de fiéis. O Cristianismo entrou em conflito com essa religião e, finalmente, a venceu. A escolha de 25 de dezembro como data do nascimento de Jesus ofuscou as festividades do Natal do Sol Invicto dos pagãos e consagrou o dia do nascimento do verdadeiro Sol da Justiça, que para os cristãos é Cristo: Mas para vós, os que temeis o meu nome, nascerá o sol da justiça...(Ml.4.2). Dessa maneira, os cristãos daquela época cristianizaram um dia festivo do calendário romano, argumentando que Jesus é a verdadeira Luz. Pois o próprio Senhor Jesus afirmou em João 8.12 que Ele é a Luz do mundo. Foi uma maneira que esses cristãos acharam de considerar o feriado romano e trocar o objeto de culto, já que não tinham uma data especifica. Com isso, destruíram o culto pagão, condenando-o ao desaparecimento. Assim sendo, o Natal ao contrário de ser considerada uma festa pagã, é sim válido e de muita gratidão nos regozijarmos pelo acontecimento impar na história da humanidade:

“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o principado está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso, Conselheiro, Deus forte, Pai da eternidade e Príncipe da Paz” (Isaias 9:6).

Um comentário:

  1. Paz, Luiz.

    Parabéns, pelo seu trabalho neste blog. Que Deus em Cristo Jesus lhe continue abençoando poderosamente.

    Estou seguindo o vosso blog.

    Aproveito pra lhe convidar a visitar meu blog também. Avivamento pela Palavra é um blog voltado aos amantes da Bíblia sagrada como Verdade Absoluta e que só através Dela seremos mais crentes e mais cheios do Espirito Santo. Comente, pois seus comentários são muito importante para mim poder estar sempre em melhorias no meu blog.

    http://www.alexandrepitante.blogspot.com/

    Siga-nos também.

    Fica com Deus.
    Um abraço, Alexandre Pitante.

    ResponderExcluir