7.10.10

Jesus não perdia tempo julgando os outros

-Pedro pergunta a Jesus: Senhor e quanto a este? Jesus lhe responde: Se eu quero que ele permaneça até que eu venha, que te importa? Segue-me tu! (João 21:21-22) Jesus considerava julgar os outros um grande desperdício de energia. Ele afirmou muitas vezes que não viera para julgar, mas sim para ajudar Ele não gastou um só minuto em destruir. Gastou sua energia para criar, e restaurar. Julgar os outros não era seu oficio. Ele dizia: "Eu não julgo a você, suas próprias palavras servem para julgá-lo" (João 5.45). Ele conhecia bem as suas atribuições. O julgamento pára o progresso. Quando, como lideres, julgamos os outros, inibimos nosso próprio movimento para frente. Além disso, quando julgamos os outros, não estamos fazendo o nosso trabalho porque não estamos em sincronia com Jesus que é a energia que nos faz andar em frente. Às vezes julgamos os outros sem perceber, como se quiséssemos apenas ver onde eles estão na caminhada. Isto aconteceu com Pedro conforme acima. Jesus foi direto e incisivo com Pedro: Qual o seu interesse em saber o que eu disse a João? Mantenha os teus olhos no seu próprio caminho e ande! Ele não julgava pessoa alguma porque sabia que não chegara ainda á contagem final. Mesmo o ladrão pregado na cruz ao seu lado entrou no Paraíso porque, no seu suspiro de morte viu e reconheceu a verdade. Jesus disse: “Vamos companheiro, estamos indo para casa, quero que você encontre Meu Pai” (Lucas 23:40-43). Jesus não perdia tempo ou energia julgando os outros.