1.8.11

As Duas Portas

Existe agora entre nós, um cristianismo, supostamente evangélico e fundamental, dedicado a tronar-se bastante agradável e popular, mesmo para os frequentadores de igreja indiferentes e com corações endurecidos.
Fiel a sua missão, esse cristianismo desenvolveu uma serie de doutrinas que são consistentes apenas em seu efeito comum de remover os incômodos e as exigências do verdadeiro cristianismo.
Essas novas doutrinas são muito populares e amplamente aceitas.
E por que não seriam ? 
Elas favorecem a aversão natural de que o homem demonstra para com o negar a si mesmo e, em especial, satisfazem o moderno culto do prazer e do egocentrismo.
Somente essas tendencias arraigadas podem explicar a ilusão de que esse tipo de cristianismo é autentico.
O próprio Senhor Jesus nos advertiu sobre isso, ao mostrar que o verdadeiro cristianismo seria difícil e impopular ("estreita é a porta, e apertado é o caminho que conduz para vida eterna, e são poucos os que entram por ela" - Mt 7.14).
Enquanto sua imitação seria fácil, popular e condenatória ("larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz para a perdição, e são muitos os que entram por ela" - Mt 7.13).
Seu cristianismo é genuíno ?
Ou é, fácil, popular e condenatório?






Nenhum comentário:

Postar um comentário