27.3.12

PARA AONDE VAMOS ???


Hoje nossa sociedade ocidental definha sob a violência do aborto e eutanásia, a praga do homossexualismo, a pobreza do materialismo, a coerção do socialismo, o domínio da educação “pública”, o caos do ativismo judicial, e a injustiça do racismo e sexualismo impostos.

Essas tiranias são todas o resultado direto do abandono do cristianismo bíblico.


O mundo ocidental tem aceitado crescentemente a proposta daquele primeiro político liberal moderno, Jean Jacque Rousseau: o Estado emancipará você da responsabilidade para com todas as instituições humanas não coercivas, como a família, igreja e os negócios, se apenas você submeter-se à coerção do Estado.

O homem moderno está disposto a negociar a sua responsabilidade para com a família, igreja e os negócios, trocando-a por submissão a uma ordem política crescentemente coerciva e violenta.
Estamos retornando ao mundo pagão clássico, no qual o Estado coercivo é o princípio unificador de tudo na vida.

Os regimes políticos mais cruéis, violentos e assassinos na história da humanidade tem sido os não-cristãos ou anti-cristãos: o humanismo pagão primitivo dos antigos Egito, Babilônia, Pérsia, Grécia e Roma, e o humanismo secular sofisticado da França revolucionária, União Soviética, China Vermelha, Alemanha Nazista, Itália Fascista, e outros estados seculares modernos.
O humanismo é e sempre será uma receita para o terror e tirania políticos.

A única esperança para o retorno da liberdade política e da sociedade livre que ela promove é um retorno ao cristianismo bíblico e ortodoxo.
O cristianismo não é meramente uma matriz na qual a liberdade política floresce; ele é o único fundamento sobre o qual se pode construir uma sociedade livre.
"Conhecereis a Verdade e a Verdade vos libertará" Jesus Cristo.

26.3.12

A BENÇÃO DO PERDÃO


Você já parou para pensar e calcular quanto tempo e energia tem gasto carregando consigo um ressentimento ou uma antiga magoa contra alguém?
Quase são os benefícios que isso tem lhe trazido?
Tem melhorado a qualidade da sua vida ou da vida de outras dentro so seu circulo de relacionamento?


O perdão é algo muito libertador.
Quando você culpa outras pessoas pelos seus problemas, ainda que por razões justificáveis, você passa a dar a elas o controle sobre a sua vida.
A mais sabia, inteligente e altruísta maneira de lidar com essa matéria é a de simplesmente perdoar.

O perdão traz de volta a você algo de tremenda importância : o controle que você perdeu.
Obviamente não existe nenhum ser humano que se alegre em ser prejudicado ou injustiçado por outras pessoas.
Porém, o fato é que se alguém feriu ou prejudicou você através de uma atitude ou verbalmente, isso não é o suficiente para que você venha a causar a si mesmo um mal ainda maior ao carregar um forte ressentimento contra essa determinada pessoa.
Retire dessa experiência amarga o melhor que pode ser retirado e siga em frente com a sua vida.

Nossa existência é curta demais para que você permita a outras pessoas, que uma vez o feriram no passado, continuem a ferir através do ressentimento.

Os benefícios do perdão podem acrescentar a sua vida saúde, vigor e a certeza de que você também irá precisar de muito perdão da parte de Deus ao longo de sua vida.

Aquele que não pode perdoar destrói a ponte que ele mesmo tem que atravessar.



“Porque, se perdoares aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celeste vos perdoara: se, porém, não perdoares aos homens (as suas ofensas), tampouco vosso Pai vos perdoara as vossas ofensas”.
Mateus 6: 14-15.